outubro 20 2018 0Comentário

Como planejar um projeto arquitetônico funcional?

A maioria das pessoas imagina o lar dos seus sonhos. É por isso que planejar o projeto de apartamento é sempre um processo detalhista e criativo para uma arquiteto.
Esse processo começa bem antes da obra, ainda na imaginação do profissional, que tem pela frente o desafio de transformar o lugar dos sonhos em uma planta arquitetônica técnica e funcional. Nela, os pequenos detalhes devem ser levados em consideração, pois no final serão eles que farão uma grande diferença, trazendo economia e conforto à residência.

Se você ainda está planejando comprar seu apartamento próprio e já se preocupa com o bom aproveitamento dos quartos e cômodos, leia nosso artigo com tudo que você precisa saber antes de fazer a compra.

Cômodos e incidência solar

Organizar um ambiente de acordo com a incidência de luz solar é um dos processos mais importantes. Sempre é possível otimizar uma planta arquitetônica para todas as diferentes posições solares que seu apartamento tiver. Claro que os lados preferidos são o norte e o oeste, mas um bom arquiteto otimiza sempre a incidência de luz solar visando o melhor conforto térmico e a economia de energia elétrica.

Ventilação

Um projeto com uma boa ventilação traz qualidade de vida para o usuário. E você já ouviu falar em ventilação cruzada? Ter ambientes abertos, e com janelas e portas em lados opostos, traz uma boa circulação.

União das áreas molhadas

As instalações hidráulicas correspondem a cerca de 10% do valor total da obra, mas existem alguns artifícios que fazem com que o valor gasto com tubulações, possa ser reduzido. Para isso as áreas molhadas, ou seja, banheiros, cozinhas e áreas de serviço devem estar próximas. Além dessa proximidade, quando dois desses cômodos forem adjacentes, compartilhar a mesma parede hidráulica também é uma alternativa econômica.

Divisão de cômodos sem parede

O conceito aberto dos ambientes é uma alternativa arquitetônica muito moderna e funcional. Além da perspectiva estética de tornar os espaços maiores, também é capaz de reduzir custos, cortando o gasto da elevação da parede naquele local. Existem alternativas: estantes, painéis, vidros, biombos ou até mesmo plantas, conseguem dividir o espaço de forma sutil e funcional.

Distribuição dos móveis

A disposição dos móveis é extremamente importante para levar em conta ao planejar o espaço ou um cômodo. Por exemplo: você pode ter um cômodo pequeno que, se mobiliado do jeito certo, pode parecer muito mais amplo. Ao planejar um planta arquitetônica, fazemos um esboço do cômodo com a melhor disposição dos móveis. É importante deixar espaço suficiente para a circulação e não “amontoar” coisas demais em um ambiente. Outra dica para planejar o espaço é apostar em móveis planejados: eles são uma ótima opção para ambientes pequenos, onde se quer otimizar ao máximo o espaço disponível. Além disso, espelhos também podem ser usados para criar a ilusão de que o cômodo é maior.

Deixar um Comentário